Metodologia de Treinamento do Futsal

Apesar da modalidade de Futsal ser um esporte coletivo, temos que enfatizar a característica individual. O ensino do futsal deve partir do mais fácil para mais complexos.

Dentro da metodologia de ensino do Futsal, podemos visualizar três métodos básicos de Treinamento: o método parcial, o método global e o método misto.

O método parcial: consiste no ensino do jogo do Futsal por partes, através do desenvolvimento dos fundamentos, habilidades motoras que compõem o jogo por etapas, para ao final da aprendizagem, agrupá-los no todo, ou seja, num único conjunto, que será o próprio jogo de Futsal.

O método global: consiste em desenvolver e proporcionar a aprendizagem do jogo através do próprio jogo. Ensinar alguma habilidade motora apresentando – a desde o inicio, e utilizando-a como forma de aprendizagem. Através deste método, permite a vivência com as mais variadas formas de jogar futsal desde o primeiro contato com o esporte por parte do aprendiz.

O método misto: possibilita a prática de exercícios isolados, bem como a iniciação ao jogo através das formas jogadas de futsal. Que são à base do método global, ou aplica mais a execução isolada dos fundamentos, através de exercícios, que formam o método parcial.

O desenvolvimento Individual através do Futsal

 

O desenvolvimento envolve três dimensões: psicomotor, cognitivo e afetivo-social. Os três estão intimamente interligados e sua divisão é meramente didática.

1- Dimensão Psicomotora – Este domínio envolve a organização do corpo e do movimento do indivíduo no tempo e no espaço. Este domínio está relacionado com os fundamentos técnicos, bem como com as capacidades físicas e coordenativas. A capacidade motora é um dos eixos básicos para o rendimento esportivo, fazendo com que possa estar apto a organizar da melhor forma possível uma composição complexa de qualquer movimento, a fim de permitir as partes do corpo envolvidas trabalharem coordenadamente. Os jogos na iniciação são importantes na medida em que propiciam o desenvolvimento das capacidades físicas e coordenativas, alem da aprendizagem e do aperfeiçoamento dos fundamentos técnicos específicos da modalidade esportiva, contribuindo para melhoria do domínio psicomotor.

2- Dimensão Cognitiva – Esta dimensão envolve todos os processos cognitivos ou do pensamento. Nesta dimensão é muito importante a capacidade de perceber e antecipar estímulos, a fim de gerar uma tomada de decisão. Nesta dimensão, que têm relação direta com o intelecto e raciocínio, devem ser considerados alguns componentes, como: percepção, antecipação, tomada de decisão, memória motora, imaginação do movimento e capacidade de reação. Os jogos são atividades estimulantes para o desenvolvimento dos processos cognitivos. O domínio cognitivo tem uma relação direta com a capacidade de se apropriar do conhecimento e noções do jogo que lhe permite realizá-lo de forma própria e eficiente.

3- Dimensão Afetivo-Social – Este domínio diz respeito ao agir, interagir e reagir com outras pessoas, envolvendo sentimentos. Como o homem é um ser social, que vive em comunidade, ele tem que se relacionar com outras pessoas. No ato de relacionar-se com o outro, surgem inúmeras situações de conflitos, que são importantes na medida em que se possibilite tentar resolvê-las, desenvolvendo em si competências comunicativas e sociais. A auto-estima é importante, pois, além de favorecer a aprendizagem, fazendo com que tenha a capacidade de desempenhar com coragem, segurança uma determinada tarefa, contribui para que ele se sinta bem socialmente. Neste sentido os jogos colocam-se a frente de desafios sociais a serem vencidos, pois ele tem que resolver problemas que o jogo lhe apresenta de forma coletiva e individual, discutindo, estabelecendo regras e agindo de comum acordo com os colegas da equipe.

As capacidades a serem trabalhadas no futsal

Capacidades Coordenativas – Técnicas

A capacidade coordenativa diz respeito à técnica (passe, chute, drible, deslocamento e outros). Os jogos aumentam a participação do jogador, em função da proximidade da jogada, contribuindo para o desenvolvimento técnico-tático.

Na medida em que aumenta a participação do jogador, conseqüentemente acontece uma evolução técnica. Quanto mais toca na bola, aumenta o índice de tomadas de decisão, com isso aumenta o número de erros, e obriga a buscar novas soluções e métodos para minimizar os erros. Paralelamente a evolução técnica, desenvolve-se o raciocínio e a autonomia.

Capacidades Táticas

As movimentações executadas com e sem bola e as capacidades coordenativas determinam o desempenho.  Não basta uma capacidade tática individual, mas também uma capacidade coletiva. Os jogos contribuem no desenvolvimento tático, pois o mesmo tem uma participação constante nas situações que ocorrem durante o jogo. Os jogos exercitam as situações que acontecem durante as partidas varias vezes. Os jogos são um processo de ensino – aprendizagens, com isto, contribuem para formação tática do aluno.

Capacidades Condicionais (Físicas)

As capacidades condicionais (Físicas) influenciam diretamente na performance do atleta e são interdependentes durante o jogo. Os jogos além de influenciarem nos aspectos técnicos e táticos estão interligados as capacidades físicas (força, velocidade, resistência e outras). A aplicação do jogo influencia na resistência anaeróbica dos jogadores, fator determinante nos jogos de futsal.

Os jogos por serem de grande intensidade e movimentação estimulam várias valências físicas necessárias para o jogador de futsal, contribuindo com o trabalho físico do preparador, tomando cuidado para não sobrecarregar o jogador.

Capacidades das Habilidades Perceptivas – Motoras.

O processo perceptivo nos permite a relação da consciência corporal e o meio ambiente externo e interno (nosso corpo), permitem o reconhecimento da interação do seu corpo com o adversário, colegas e a bola.
Capacidades Psicológicas

A motivação é um dos fatores que influenciam no processo de ensino – aprendizagem. A competição é instrumento imprescindível na motivação do atleta, e os jogos encaixam-se perfeitamente neste aspecto motivacional.

Os ambientes competitivos e o prazer de jogar estimulam o processo de ensino – aprendizagem.
Os jogadores devem conviver num ambiente saudável, desafiador e competitivo e sentir-se parte integrante e importante do contexto.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: